domingo, 16 de janeiro de 2011

*EU TE AMO*


PASSAM-SE DIAS E NOITES
TUDO GIRANDO À MINHA VOLTA
TUA LEMBRANÇA É MEU AÇOITE
TUA FALTA ME REVOLTA


LONGO PRANTO INCESSANTE
ARDOR EM MIM REPRIMIDO
QUERIA SER MENOS ERRANTE
ENTREGUE A PAIXÃO,SUCUMBIDO


A DISTÂNCIA ELEVA O DESEJO
IGNORO SENTIR SOLIDÃO
EM MEUS PENSAMENTOS,SEU BEIJO
CONHECER-TE ESTOU CERTO,NÃO FOI EM VÃO


SABEDOR QUE MINHAS PALAVRAS
NÃO PASSAM APENAS DE REPETIDAS
MAS QUANDO DIGO,ME SOLTAM AS AMARRAS
MESMO AO VENTO,SOLTAS E PERDIDAS


É DIFÍCIL DIZER EU TE AMO
MAS PERTO DE TI DESCOMPLICA
É POR TI QUE TODA NOITE EU CLAMO
É POR TI QUE MEU CORPO SUPLICA


SAIBA AO MENOS QUE TE AMO
MESMO QUE FIQUEMOS IGUAIS
SEMPRE DIREI QUE TE AMO
MESMO QUE SEJAMOS SURREAIS


GRISANUNES

Um comentário:

  1. Parabéns pelo blog, pelo talento, pela expressividade e pela vida de poeta. ZZ

    ResponderExcluir